10 de setembro de 2011

Contradição


Pequenas gotas de água caem timidamente do céu. Céu esse que se encontra decorado por pedaços de algodão de tom cinzento. O vento atira as folhas umas contra as outras, obrigando-as voar pelos ares até caírem delicadamente no chão. A última viagem.
Respira-se melancolia. Poucas pessoas ocupam os passeios das ruas.
Apesar de toda esta apatia, quero ir lá para fora, quero ter de fugir da chuva, quero ter um destino para alcançar, quero ter um propósito.
Por muito ridículo que possa parecer, sinto falta das responsabilidades, de acordar cedo, de ter de andar apressadamente para cumprir um horário. Sinto falta da adrenalina de ter de fazer mil e uma coisas num curto espaço de tempo. Sinto falta dos desafios do quotidiano.
Estou prestes a ter tudo isso. O tique-taque do relógio vai dominar de novo a minha vida, as minhas emoções e decisões.
E já sei que daqui a uns tempos vou estar de joelhos a rezar por férias.
Haja quem me entenda.

42 comentários:

• cláudiagomes disse...

chuva, minha feiaaaaaa!
Ainda bem que assim achas querida!

carina disse...

é mesmo querida.

▼ Danii disse...

Não tem mal nenhum querida, obrigada $:
Entendo-te bem!

simple writer disse...

sim vou minha querida, é uma decisão que já vem a muito a ser pensada e repensada e chegou o momento ideal.custa-me bastante fazê-lo mas eu preciso disto. porque afinal este espaço já se está a tornar um tanto ou quanto pesado. mas de uma coisa podes ter a certeza, levarei cada seguidor no meu coração pois afinal fizeram parte da minha vida durante um longo período de tempo. um enorme beijinho com saudade com um eterno obrigada por tudo*

catarina ferreira disse...

pois é, é mesmo uma das coisad melhores do mundo (:

gabe disse...

Eu entendo! Como entendo, aliás.
Ter um irmão é um miminho mesmo *.* e obrigada querida, fico tão feliz que aches isso. Tem um Domingo cheio de sorrisos. :)

inês disse...

fico tão irritada com isso -.-

▼ Danii disse...

Sim querida, já sinto falta da rotida diária, do levantar cedo e apressar-me para cada responsabilidade como dizes. Estou farta destas férias em que não se faz nada a não ser ficar em casa a olhar para o tecto, se não fosse assim, talvez não sentisse essa falta :)

Cinda disse...

Olha, deste-me uma excelente ideia! Obrigada :)

Ju disse...

Adoro teu blog. Teu texto está profundo :)

carina disse...

é muito bom ler isso:') obrigada mesmo!

• cláudiagomes disse...

o problema é que ele não me merece.

gabe disse...

Oh, eu compreendo. Mas não fiques triste por isso.
Oh, entendes sempre e depois sabe-me tão bem ler o que tens para me dizer. Obrigada Luísa, enches-me de força. Juro.

Cath disse...

Ohh, ainda falas de mim. Ofereces sorrisos a qualquer pessoa.
Sinto-me nostálgica, como seria de esperar :x

simple writer disse...

eu tenho mesmo de vos deixar minha querida, por muito que me custe, tem de ser porque eu não vou ter tempo para isto, para vós e está mais que na altura de me dedicar a minha vida. podes encontrar-me aqui http://www.facebook.com/DriiiFonseca .
um enorme beijinho e até um dia :) caso eu volte,claro que terei todo o gosto em ter te do meu lado.

• cláudiagomes disse...

é, é mesmo bom <3

Cath disse...

As coisas mudam num curto de espaço de tempo, a quem o dizes.
São os receios habituais, ainda não há muito entusiasmo.

your love is my name disse...

ameeeei (:

inês disse...

mesmo. odeio completamente mentiras!

Cath disse...

Mas isso é bom ou mau ? Acho que só quando estiver no teu lugar é que perceberei isso...

SofiaSilva. disse...

é o que eu tenho estado há tanto tempo a tentar fazer: a convencer-me de que tudo vai ficar bem. tens razão.

SofiaSilva. disse...

é o que eu tenho estado há tanto tempo a tentar fazer: a convencer-me de que tudo vai ficar bem. tens razão.

Amêndoa disse...

eu sorrio, muito! faz o mesmo :D

• cláudiagomes disse...

ainda bem que concordas!

inês disse...

fogooo

catarina ferreira disse...

é mesmo querida NY é demais, eu também gosto muito de Londres.

your love is my name disse...

tambem acho (:

• cláudiagomes disse...

acredita que sim!

Cath disse...

Todos os inícios são assim, mas no fim revelam-se compensadores!

SofiaSilva. disse...

sim, só depende de nós mesmos, mas em parte, depende dos outros e daquilo que sentimos por eles. porque nós não conseguimos viver sozinhos, por isso a felicidade também não pode depender só de nós.

Ju disse...

Muito obrigada <3

Amêndoa disse...

fazes bem :)) obrigada *.*

Su disse...

gostei *

inês disse...

pelo menos é o que dizem, que só custa a início

gabe disse...

Onh, Luísa. E desta vez quem ficou uns segundos a olhar para o pc fui eu. Um obrigada de coração por essas tuas palavras, que me enchem de emoções tão boas. Fico feliz por teres guardado, só prova mais uma vez o que eu tanto defendo e acho: és uma grande pessoa, e os teus actos mostram-no tão bem. E eu, eu nunca duvidei uma única vez disso. Espero que estejas bem, um grande beijinho.

SofiaSilva. disse...

obrigada ♥

catarina ferreira disse...

Espero bem que a mudasse me ajude querida, tenho chorado muito *

• cláudiagomes disse...

ainda bem princesa! <3

your love is my name disse...

EU SEI :C

Cath disse...

Com todo o teu esforço e dedicação, verás que até o trabalho mais complexo se simplificará.

Su disse...

gostei *

Marge * disse...

as vezes, por mais que queiramos é impossivel dar continuidade a algo que no fundo foi apenas um fantasma do tempo, uma historia que apesar de ter sido a historia das nossas vidas nunca poderá ser contada. às vezes os melhores momentos da nossa vida não passam de meros segredos, que por mais que nos marquem nunca poderão ser partilhadas. há histórias que nao eram suposto terem sido escritas. e é por isso que a minha dor é tão dolorosa. porque eu queria que aquilo que vivi com ele, aquilo que passei com ele pudesse ser partilhado... no fundo aquilo que vivi foi apenas um passado inacabado que nao poderá ter fim, porque a distãncia não passa de um come cabeças. foi bom, foi uma espécie de amor de verão fora de época. é, foi isso...
obrigada por me ouvires a desabafar, só isso ja valeu a pena...
um grande beijo.