20 de junho de 2012

pórtico


O mar bate na encosta e os sargaços que outrora integravam o "eu" estão à superfície, balouçam sem rumo.
A minha vontade leva-me para terras onde a natureza floresce e se exibe ao primeiro raio de sol; o meu dever acorrenta-me aqui e faz-me sangrar por dentro.
Por isso uso a máscara já gasta, de outros carnavais, outras instâncias de dor.
O problema é que ela acaba sempre por cair.
Na solidão.

18 comentários:

disse...

E porque é que continuas a usar essa máscara?

disse...

Tens de começar a libertar-te dela então... e talvez te comeces a sentir melhor ainda

Cath disse...

poderia tornar minhas as tuas palavras. também me senti um pouco desmotivada em relação às cadeiras deste semestre. não sei bem como correu, ainda estou em exames, e não está a ser fácil. tenho saudades de falar contigo, Luisinha bonita, acho que devemos pôr a conversa em dia <3
sinto-te um pouco vazia. estarei correcta?

Pensando com Arte disse...

Essa mascara é o teu suporte, a tua força e a unica coisa que pensas ter para suportar a dor...mas peço-te que largues essa mascara e digas adeus aos carnavais pois sendo nós mesmos é que vamos entender o que é de facto viver e ser nós proprios *

Muito obrigada por teres gostado, brevemoente publicarei a continuação, esta mesmo quase a acabar, foi um conto que me fez participar num concuros. estas a gostar? o que tens achado de anita e do rumo do dia dela? *

Beijinhos,
Pensando com Arte.

gabe s. disse...

Também é sempre tão bom quando recebo um comentário teu, pequenina. Transmites-me uma imensidão de sentimentos, e todos tão bons. :)
Estás a estudar, Luísa? Espero que essa ausência seja por bons motivos, por motivos que te levem a ser feliz. Sei que mereces.
Dá-me notícias tuas quando puderes, pequenina. Gosto de quando estás presente, sabes? Gosto da força que me transmites. Tenta sorrir. Quero que sorrias sempre. Um beijinho enorme, querida. <3

gabe s. disse...

Oh, que bom saber isso pequenina, agora também sorri :)
E como está tudo a correr? Verás que vais fazer uma bom trabalho. Ficarei a torcer por ti, sim? Sempre.
É mesmo muito bom Luísa, dá-nos vida. Outro beijinho para ti e muita sorte com tudo. <3

Pensando com Arte disse...

Não tens que agradecer, de facto estarei aqui sempre que precisares. (:

Sim, mas nem tudo o que parece mau é mau de vez, certo? (:
Espero que te apaixones por anita e pelo conto, esta prestes a acabar, falta só uma parte...mas dentro de nós espero que Anita nunca acabe, é isso que pretendo e que sempre pretendi com o conto. (:

Beijinhos,
Pensando com Arte.

Simple Writer disse...

O mar, o mar. o nosso eterno amigo :)

Cath disse...

não permitas que esse cansaço e essa angústia te tornem mais vulnerável. todos fraquejamos, por instantes, mas depois reerguemo-nos. lembra-te da força que essa pessoa te daria se te visse assim, tão alienada do mundo. estou aqui, deste lado, sempre disposta a dar-te o meu apoio! a vida votará a sorrir-te, Luisinha. a vida sorri sempre às pessoas bonitas.

Amêndoa disse...

adoro!! :)

Amêndoa disse...

a sério? :))

Pensando com Arte disse...

Este é um amor de familia. E tenho a certeza que vamos, "no dele que não é meu".
A areia sempre cairá sobre mim e o vento, bem, o vento sempre me saberá a ele, até um dia, tenho a certeza minha querida.
Obrigada pelas tuas palavras em meu blog, espero um post novo teu.
Beijinhos,
Pensando com Arte.
E olha sorri, a vida sempre sorri para nós temos que acreditar nela!

Pensando com Arte disse...

Um agradecimento é sempre uma expressão de fieldade, agradecerei sempre que for preciso e tanto!
Beijinhos,
Pensando com Arte.

gabe s. disse...

Desculpa Luísa, sem querer ontem tirei-lhe todos os códigos :( mas já coloquei e já está lá. Como andas, pequenina?

Amêndoa disse...

beeeem, és mais louca que eu!!
faz um esforçozinho e anda tbm :))

Simple Writer disse...

e neste momento acho que preciso de algo que me faça querer agarrar tudo o que possuo. algo novo ao mesmo tempo :)*

Cath disse...

acho que já te disse, mas repito: fazes-me rasgar sorrisos. quero que te lembres disso para sorrires também. a vida surpreende-nos, nem sempre da melhor maneira, mas temos de acreditar que o sol brilhará, após a tempestade.
obrigada pelas tuas palavras, foi tão bom ler os teus sussurros!

bad.influence.on.u disse...

like :)