3 de julho de 2012

Sophia

"Apesar das ruínas e da morte
Onde sempre acabou cada ilusão,
A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação
E nunca as minhas mãos ficam vazias."

4 comentários:

Ana Margarida disse...

Lindo, lindo.

beatriz. disse...

gostei, sigo (:

anónimo (: disse...

desculpa não te ter respondido mas estive ausente , estive muito tempo fora do país e não tive como aqui vir (:
depois deste tempo todo vou revelar uma parte do meu anonimato se estiveres interessada, amanhã passa pelo meu blogue (; e mais uma vez desculpa (:

Pensando com Arte disse...

Sinto exatamente o mesmo, que o sonho, o meu grande sonho é a minha força todos os dias!
Beijinhos, de quem sempre espera a tua leitura e opinião,
Pensando com Arte.